Com a propagação dos smartphones, empresas com sites não adaptados para dispositivos móveis provavelmente estão perdendo negócios.

4 comentários
Desenvolvimento, mercado, mobile, site

Site responsivo, essa é a hora!

Em abril de 2015, a Google anunciou mudanças em seus algoritmos que dão vantagens às empresas que têm um site responsivo ou mobile. Na época em que a notícia foi divulgada, houve um grande burburinho e muitas pessoas ficaram apavoradas com a possibilidade de seus sites serem banidos do Google por não estarem adaptados.

O fato é que durante alguns anos as pessoas não viam essa necessidade. Porém, com o passar do tempo o aumento do tráfego proveniente de dispositivos móveis tomou uma proporção tão grande que se tornou inevitável não pensar nisso.

A praticidade de manuseio e a facilidade de acesso à internet em “qualquer lugar”, faz com que os smartphones conquistem a cada dia um número maior de usuários. Basta olhar a sua volta! Praticamente todas as pessoas possuem um aparelho e em alguns casos, até dois.

Conforme o 26º Relatório Anual de Tecnologia da Informação divulgado pela FGV, em maio deste ano, o Brasil tinha 306 milhões de dispositivos conectados à internet, sendo que 154 milhões eram smartphones. Em 2010, dos 100 milhões de dispositivos conectados à internet, apenas 20 milhões eram smartphones.

Afinal, qual a diferença entre site responsivo e um site mobile?

Site mobile é uma versão feita especialmente para dispositivos móveis. Neste caso, existe também uma versão para desktop. Quando a pessoa visita o site, há uma função que identifica qual tipo de dispositivo está sendo usado que o redireciona para a versão correspondente.

Para site responsivo é feito apenas uma versão que se adequa ao layout automaticamente na resolução do dispositivo que está sendo usado, seja ele móvel ou não.

Algumas pessoas pensam que só porque um site roda no celular ele é responsivo. Negativo! Um teste bem simples que você pode fazer é abrir seu site no celular. Se você precisa dar zoom na tela para visualizar as informações ele não é um site responsivo.

Esse é um dos motivos para a Google defender o uso de design responsivo: oferecer aos usuários uma melhor experiência na navegação, independentemente do dispositivo que for usado.

Site responsivo ou mobile, qual o mais indicado?

A resposta é simples: prefira sempre ter um site responsivo. Primeiro porque se você precisar atualizar alguma coisa no seu site, a informação será visualizada automaticamente em qualquer tipo de dispositivo, seja ele mobile ou não. Segundo porque o valor para criar um site responsivo é o mesmo para um site mobile. Terceiro porque o custo de manutenção é bem menor, pois se trata de uma única versão.

Se depois de tudo que foi dito, você ainda precisa de um argumento forte para ter um site responsivo, então lá vai: com certeza você está perdendo negócios na internet.

Quando o usuário entra em um site e não consegue visualizar os detalhes da página, ele se frustra e acaba migrando para a página do concorrente. Acredito que não seja isso o que você quer, ou é?

Se você quer saber se você tem um site adaptado para dispositivos móveis, acesse o link http://promo.visie.com.br/avaliacaogratis  e preencha o formulário. Além dessa informação, você também receberá um relatório de performance e otimização do seu site.

4 Responses to “Site responsivo, essa é a hora!”

Deixe uma resposta