Nosso amigo Frederico Fiuza tem pedido incessantemente pelo Twitter (@fiuza) que nós criemos uma revista da Visie. Minhas considerações: Apesar […]

3 comentários
mercado, Twitter, visie

Por que não uma revista da Visie? (sossega Fiuza)

Nosso amigo Frederico Fiuza tem pedido incessantemente pelo Twitter (@fiuza) que nós criemos uma revista da Visie. Minhas considerações:

Apesar de derrubar árvores, revista de papel ainda é muito legal. Há poucas boas revistas sobre web, como a Webdesign e a TIDigital. Revistas de papel podem ser dobradas, são confortáveis de se ler, você pode ler no banheiro, pode ler no ônibus ou no metrô, e pode até usá-la, enrolada, como uma arma. Há muito conteúdo bom nessa área de web que exige uma leitura cuidadosa e ficaria excelente numa revista. Acredito que há espaço para mais revistas sobre web no mercado, e eu mesmo serei assíduo consumidor se o conteúdo for bom.

Por outro lado, manter uma revista é difícil para caramba. A informação, que flui de graça pelas redes digitais, começa a consumir dinheiro imediatamente ao se pensar em transformá-la em papel. É preciso dinheiro para imprimir, empacotar, estocar, enviar e recolher as que foram devolvidas. A economia de escala também é cruel para com os pequenos. Fazer e distribuir uma revista em pequenas quantidades é proibitivo.

Acompanhei dois casos exemplares. A Revista iMasters morreu depois de três excelentes edições. Conteúdo de primeiríssima, uma marca respeitável, uma comunidade muito ativa. Amigos, se o grande Tiago Baeta e seu time, que vivem de produzir conteúdo e fazem isso de maneira fantástica, não conseguiram manter uma revista, quem somos nós para tentar?

Vi também a divisão da Linux Magazine e o surgimento da Easy Linux, duas de minhas prediletas. O Rafael Peregrino, que está à frente dessa coisa toda, é o homem certo para a tarefa. A Linux New Media vive de revista. E passaram uns bons apertos até acertar a fórmula. (Longa vida à Linux Magazine, que eu compro na banca todo mês!)

Percebe a relação? O iMasters vive de produzir e entregar excelente conteúdo, tem o tempo de seu pessoal dedicado a isso, e não conseguiu. A Linux New Media vive de revista, em dedicação integral, e apanhou para conseguir. Nós simplesmente não estamos nesse negócio. Vivemos de desenvolver software. Escrevendo bastante para revistas como a TIDigital, pudemos observar o excelente trabalho da Arteccom. Muito trabalho, não é coisa para amadores.

Por outro lado, continuamos produzindo conteúdo. Então, para o Fiuza não ficar chupando o dedo, montei um agregador de conteúdo: planeta Visie. Não tem conteúdo exclusivo, layout bacana nem nada. (O pessoal de layout aqui prometeu um layout bacana para os próximos dias.) É só o conteúdo produzido pelo pessoal da Visie, que está espalhado nos diversos sites, junto, num lugar só, com um feed para você assinar. Assine o feed e abra uma vez por mês. É o que, hoje, podemos fazer por você mais parecido com uma revista.

3 Responses to “Por que não uma revista da Visie? (sossega Fiuza)”

  1. Adriana Melo disse:

    Diego,
    Ficamos muito felizes com o reconhecimento! E você tem toda razão, é muito difícil mesmo manter uma editora.
    Além do complexo processo gráfico e de distribuição que você citou, sem contar com o custo altíssimo de produção, fazer uma revista envolve o comprometimento e a seriedade de jornalistas extremamente qualificados, como temos o Luis e a Flávia aqui conosco, e o apoio de colunistas/profissionais competentes e experientes como você!
    Obrigada pela força e por todas as suas participações em nossas revistas!
    Abs,
    Adriana Melo

  2. Concordo com você quando diz que fazer uma revista impressa é MUITO dificil.

    Mas e se vocês fizessem a revista em PDF e a gente baixasse e quem quiser (eu por exemplo) imprime.

    O conteúdo de vocês é um dos melhores, senão o melhor do Brasil. Eu pagaria para imprimir a revista de vocês.

    Abraços Elcio e Diego!

    Léo

  3. Pés no chão é sempre muito bem vindo (mesmo que seja para ter alguns desvarios). Excelente resumo do que não é uma brincadeira, e excelente planeta! Valeu, Fiuza! Valeu, galera da Visie!

Deixe uma resposta