Categorias
Blog Desenvolvimento

4 curiosidades sobre HTML que você deveria saber

Conheça 4 curiosidades que podem ser essenciais para a produção ou desenvolvimento de sites utilizando HTML.

O HTML pode ser mais uma sigla que envolve o desenvolvimento de sistemas. HTML não é uma linguagem de programação, e sim uma linguagem de marcação, usada para definir a estrutura do seu conteúdo, que atua diretamente na produção e desenvolvimento de sites.

Ela consiste em uma série de elementos que você usa para delimitar ou agrupar diferentes partes do conteúdo para que ele apareça ou atue de determinada maneira. As tags que são anexas podem transformar uma palavra ou imagem num hiperlink, colocando palavras em itálico ou aumentando e diminuindo a fonte, por exemplo.
Continue lendo mais um conteúdo da Visie para aprender sobre 4 curiosidades sobre o HTML que você (com certeza) deveria saber e que não te contaram. Siga a leitura!

Partes de um elemento da HTML

  1. A tag de abertura: Consiste no nome do elemento envolvido em parênteses angulares de abertura e fechamento. Isso demonstra onde o elemento começa, ou onde seu efeito se inicia — nesse caso, onde é o começo do parágrafo.
  2. A tag de fechamento: Isso é a mesma coisa que a tag de abertura, exceto que inclui uma barra antes do nome do elemento. Isso demonstra onde o elemento acaba — nesse caso, onde é o fim do parágrafo. Esquecer de incluir uma tag de fechamento é um dos erros mais comuns de iniciantes e pode deixar a página desconfigurada..
  1. O conteúdo: O texto principal/conteúdo principal.
  1. O elemento: A tag de abertura, a de fechamento e o conteúdo (a junção dos três) formam o elemento.

Usos mais comuns do HTML

  • Desenvolvimento web: Os desenvolvedores usam códigos HTML para projetar como um navegador vai exibir os elementos das páginas, como textos, hiperlinks e arquivos de mídia.
  • Navegação na internet: Os usuários podem navegar facilmente e inserir links entre páginas e sites relacionados, já que o HTML é amplamente usado para incorporar hiperlinks.
  • Documentação: O HTML torna possível a organização e a formatação de documentos, de maneira similar ao Microsoft Word.

Agora que já entendemos os elementos, usos em comum e suas funções, vamos às curiosidades sobre HTML.

4 curiosidades sobre HTMLs

1- Descomplicado: sem pré-conhecimento ou ferramentas avançadas

É possível dar início aos processos com HTML com apenas um bloco de notas. Claro que isso é apenas no início. Com o passar do tempo, você vai descobrir outros programas mais potentes e com mais recursos que podem agilizar suas tarefas utilizando essa linguagem.

O bloco de notas pode te auxiliar a fixar os códigos, o que ajuda na memorização, já que você deve digitá-los. Em relação ao conhecimento de informática, para começar, basta o básico: criar diretórios e pastas já é suficiente no início.

2- Não superestime um código-fonte

Pode parecer assustador no início, mas isso passa, assim como tudo na vida que é novidade. Se você não sabe o que é, basta clicar com o botão direito em cima da página e clicar em ‘exibir código fonte’. 

Com o tempo, será mais fácil interpretar os códigos-fontes, com um trecho do código de cada vez.

Leia também: 5 passos para criar um website de sucesso na internet 

3- Organize seus códigos

Organizar os códigos ajuda no processo posterior de manutenção. Assim, podemos encontrar os elementos mais rapidamente e entender a hierarquia deles. Existem duas formas de fazer a organização.

A primeira delas é a indentação, ou seja, o recuo de uma linha de código em relação à sua margem do editor. Se você reparar no tópico anterior, o código está grudado com a margem. Com o auxílio da tecla “tabs” do seu teclado você pode efetuar recuos, que mostra a hierarquia dos elementos. 

A segunda forma é explicar o que você fez através de comentários, indicado quando seu código é imenso. O ideal é que você tenha as duas formas de organização juntas.

4- Valide seu código

Muitas vezes existem erros no site ou falha em alguma funcionalidade devido a uma tag não fechada. O fato é que existem várias formas de achar erros em um código. Uma delas, muito simples, é através da validação.

Existem várias ferramentas para validação de código. Basta que você copie e cole seu código e clique no botão para validar. O bacana é que ele indica os erros que não permitem que o site seja validado e em qual local eles estão. Geralmente esses erros são os que causam o problema em sua página. 

Quer conhecer mais sobre desenvolvimento web e criar um site ideal para você? Clique aqui para falar com um dos nossos especialistas e conte com a Visie! Estamos ansiosos para te atender!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *